MENU

A solidão original – Teologia do Corpo

São João Paulo II produziu um série de 129 catequeses entre 1979 e 1984, ensinando alguns aspectos da doutrina católica direcionando geralmente para a capacidade humana de se relacionar e o uso do corpo. Tais catequeses são de grande importância para toda a Igreja hoje, assim como foram na época de sua publicação, principalmente por se tratar de temas como: a relação do homem e da mulher, o significado esponsal do corpo humano, a natureza e missão da família, o matrimônio, o celibato, a luta espiritual do coração do homem, a linguagem profética do corpo humano, o amor conjugal, entre outros.

Em um desses ensinamentos São JP2 tratou de um tema interessantíssimo, e importante para que possamos compreender melhor o sentido do nosso corpo e nossa capacidade de relacionamento. O tema é a Solidão Original, o qual trataremos agora:

Sabemos que, segundo o Gênesis, no princípio Deus criou primeiro o homem (macho) e o colocou em um jardim, no entanto o Senhor percebeu que não era bom que o homem estivesse só. Mas não só o homem enquanto macho, mas enquanto ser. O homem por sua vez também percebeu que estava só e pediu a Deus uma companhia. Aí está então a solidão original, quando o homem se percebe só, se sente só, e quando Deus reflete que não é bom que ele esteja só.

Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, e sendo Ele trinitário e relacional no Pai, Filho e Espírito Santo, assim o homem seguindo a risca Sua imagem é relacional também. Então Javé, percebendo a solidão do homem, faz com que passem por ele todos os animais, para que Adão possa dar nomes e, talvez, se sentir menos solitário. Mas o homem viu que nenhum dos animais era semelhante a ele.

Vale notar neste ponto que o homem se sente só enquanto ser, por sua necessidade de se relacionar assim como Deus, e enquanto macho por anseio de completar o sentido de seu corpo, e de sua existência carnal. A mulher é a solução perfeita para as duas necessidades, por isso Deus dá Eva a Adão, para que ele se completasse, sendo um o complemento do outro.

Segundo São João Paulo II o fato de o homem se sentir só é a sua primeira autodefinição, fruto do seu autoconhecimento, sendo assim uma manifestação autentica de sua humanidade. Assim o homem se torna capaz de entender que possui o poder de conhecer a respeito do mundo visível e de si mesmo.

Ou seja, a solidão original surge, da parte do homem, a partir do autoconhecimento e da reflexão sobre si mesmo.

COMMENTS: 1

Leave a Comment!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *