MENU

Maria, porta santa da misericórdia

Hoje, 8 de dezembro de 2015, dia da Imaculada Conceição de Maria, e também dia que marca a abertura do Jubileu extraordinário da Misericórdia. A abertura do jubileu é marcada pela abertura da porta santa na Basílica de São Pedro em Roma, feita hoje pelo Papa Francisco, depois de celebrar a Missa da Imaculada Conceição na Praça de São Pedro para milhares de católicos.

Lemos no Evangelho de hoje (Lc 1,26-38) o anúncio do arcanjo Gabriel à Virgem Maria. O que para mim é a abertura da primeira, maior, e mais importante porta da misericórdia: Maria. Porta, pois por ela Cristo entrou no mundo. E porta, pois por ela hoje chegamos a Cristo.

O “sim” de Maria mudou a história da humanidade, nos deu a possibilidade de sermos salvos e libertos de nossos pecados, pois o fruto de tal escolha é o Filho de Deus, Jesus Cristo Nosso Senhor, que veio nos mostrar e ensinar misericórdia. Ele é a mais genuína expressão de misericórdia e amor de Deus para conosco, Deus que nos amando de tal forma, entregou seu filho único por nós (Jo. 3, 16).

Deus, olhando de seu excelso trono viu em Maria a porta perfeita para a entrada de seu filho no mundo, pois na pobreza dela Ele conseguiu enxergar uma alma santa e pura, desprendida de desejos e livre do pecado, assim permitiu que ela concebesse do Espírito Santo de forma santa e imaculada, para que a porta não se manche e que todos os que passem por ela sejam santos.

Maria não é a porta santa por seus próprios méritos, mas sim por mérito daquele que primeiro passou por ela: Cristo. Nós, imitadores de d’Ele, devemos percorrer o mesmo caminho que Ele, e este caminho passa pelo ventre santo de Maria, onde Ele primeiro pisou. Por ela passou a misericórdia: Cristo encarnado; e por ela nós encontraremos misericórdia: Cristo ressuscitado.

Leave a Comment!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *