MENU

YOUCAT – A Santíssima Trindade, fonte de todo amor

O autor sagrado já havia declarado: “Deus é amor.” (1 Jo 4,8), e hoje venho lhe convidar à seguinte reflexão: pense em uma pessoa que você ama muito, tente medir este amor de alguma forma, você consegue? – Provavelmente não, mas você sabe que ele é grande e até por isso não consegue medi-lo.

 

Nós fomos criados à imagem e semelhança de Deus, lemos isso no versículo 26 do primeiro capítulo do livro de Gênesis. Ora, se nós somos semelhantes a Deus, logo amamos, assim como Ele ama, somos amor, assim como Ele é. E assim como você ama aquela pessoa em quem pensou Ele nos ama. Se não conseguimos mensurar o nosso amor por alguém, quem dirá o de Deus por cada um de nós.

 

Este amor divino toma proporções ainda maiores quando observamos a Trindade Santa. Três pessoas a nos amar, o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Um dos maiores mistérios da nossa fé, que intrigou grandes pensadores, filósofos e teólogos durante toda a história cristã. A Trindade é também a base de nosso Credo e em nome de quem somos batizados.

 

É importante salientar que não são três deuses, mas um só, em três pessoas, fato que é estranho a muitas pessoas. Até o próprio Santo Agostinho, bispo e doutor da Igreja, o maior pensador de seu tempo se deteve na questão da trindade. Certa vez Agostinho andava pela praia sozinho, tentando entender o mistério da Trindade, pois como pode um deus em três pessoas, três pessoas em um deus? Era instigante para ele, assim como para nós. Então em um certo ponto de sua caminhada viu um garoto que com um pequeno recipiente apanhava água no mar e depositava em um buraco na areia. O santo observou a atividade do menino e por curiosidade – que diga-se de passagem era uma grande característica de Agostinho – resolveu se aproximar e perguntar ao jovem o que ele pretendia com aquilo. A resposta foi um tanto estranha, o menino queria colocar o mar inteiro naquele pequeno buraco, então Agostinho o disse que isso era impossível e que ele nunca iria conseguir, foi quando o menino olhou para o bispo e disse que era mais fácil o mar caber ali dentro do que o santo entender o mistério da Santíssima Trindade. E de fato é!

 

O ser humano tenta constantemente entender os mistérios de Deus, e entende-Lo também, talvez assim fosse mais fácil acreditar n’Ele e ama-Lo. Mas como exposto no artigo anterior, e como disse Santo Agostinho: “As coisas humanas nós precisamos conhecer para depois amar, as coisas de Deus nós precisamos amar para conhecer.” A Theologia, como mostra o Catecismo da Igreja Católica no seu parágrafo 236, é dito pelos padres da Igreja (os primeiros pais da Igreja) como “o mistério da vida íntima do Deus-Trindade”, e a “Oikonomia” revela as obras de Deus, ou seja o segundo revela o primeiro, pois só se conhece a Deus a partir daquilo que Ele já revelou. Portanto é inútil tentar submeter Deus a provas ou estudos científicos ou a variáveis lógicas, pois é mistério, e só Cristo que é a verdadeira revelação pode nos mostrar. O próprio Cristo disse: “ninguém vai ao Pai, senão por mim.” (Jo 14,6).

 

Segundo o YOUCAT, em sua questão 35 podemos saber que Deus é trinitário por Cristo, pois “Ele, o Filho, fala do Seu Pai que está no Céu [‘Eu e o Pai somos um’ (Jo 10, 30)]. Ele ora ao Pai e concede-nos o Espírito Santo que é amor do Pai e do Filho”. Veja que interessante, o Espírito Santo é gerado para o mundo a partir do amor entre o Pai e o Filho, assim em nós que somos imagem e semelhança de Deus o Espírito Santo é gerado a partir do nosso amor pelos irmãos e por Deus. Em tudo está o amor, na questão seguinte o YOUCAT afirma que “se Deus fosse só e solitário, não poderia amar desde toda a eternidade”, e mostra evidencias da trindade ainda no antigo testamento (por exemplo: Gn 1,2; 18,2; 2Sm 23,2).

 

O Deus-Trindade é o Deus-Comnuhão, como disse o Papa emérito Bento XVI em 2005 “Deus não é solidão, mas perfeita comunhão!” Este mesmo Deus trino, que sendo amor nos criou amor, deseja que vivamos no amor e na comunhão assim como a Trindade, onde o Pai se esvazia pelo Filho e o Filho pelo Pai gerando o Espírito Santo para o mundo.
Veja mais sobre a Trindade aqui
Dominus Tecum

Texto publicado originalmente no site Cariri Católico.

COMMENTS: 2
  1. junho 17, 2015 by removalist sydney Reply

    I really like it when individuals come together and share thoughts. Great site, stick with it!|

Leave a Comment!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *